terça-feira, 19 de abril de 2011

Fim do Ciclo de Palestras do Arte&Moda no BarraShoppingSul em Porto Alegre

O ciclo de palestras do projeto Arte&Moda BarraShoppingSul acabou e foi um sucesso. A exposição de obras de 20 artistas gaúchos segue ao longo do corredor central do BarraShoppingSul até o dia 24/04 em Porto Alegre/RS.


*Vale conferir! Me interessava muito em saber da opinião da Lilian Pacce e gostei muito do conteúdo da palestra dela, do seu posicionamento sobre moda e comportamento. Estou colocando aqui um apanhado a cerca da palestra dela (fonte http://www.bemlinda.com.br/confira-o-sucesso-que-foi-o-artemoda-barrashoppingsul.html) para vcs apreciarem também. Adoro e admiro demais a Lilian e, depois do que ela falou na palestra, mais ainda. 




Lilian Pacce não trouxe uma palestra pronta, ela veio para um bate-papo descontraído dividir com os antenados ouvintes a sua experiência com o mercado da moda, e o tão falado tema “ecotendências”.
Iniciou contando um pouco sobre o inicio de sua carreira ainda na Folha de São Paulo onde começou os primeiros trabalhos no ramo da moda. Em um segundo momento, foi para Londres estudar moda em cursos de modelagem e desenho: “foi bom para conhecer o outro lado do balcão”. Enquanto na cidade, através de amigos em comum, conheceu Vivienne Westwood, estilista consagrada que tem envolvimento com a causa sustentável. Lilian engajou-se no ideal ao receber um convite para ajudar a organizar uma exposição de ecobags. Ela conseguiu em poucas semanas mais de 120 estilistas para desenvolver os produtos: “me surpreendi com a importância e repercussão do projeto”. A editora contou em primeira mão no Arte&Moda BarraShoppingSul que nesta terça-feira fechou uma parceria com os irmãos Campana para que eles transformem as peças em uma instalação no Senac de São Paulo.
Ela ainda afirma que nenhuma marca brasileira é 100% sustentável, e fez um alerta de que produtos sustentáveis podem trazer um grande valor agregado para as marcas, e confessou ficar muito assustada com os recentes fenômenos naturais ocorridos no mundo, como tsunamis, pois, para ela, é a natureza pedindo ajuda.


Lilian não compreende como ainda há quem tenha a mentalidade de, por exemplo, hospedar-se em um hotel e não apagar as luzes ou usar o chuveiro por horas porque o hotel está pagando: “todos nós vamos pagar a conta. A luz ou a água irão faltar para você. São as pequenas atitudes que poderão gerar mudanças”. Esta consciência passa inclusive pelo consumo de moda, sendo o “fast fashion” um vilão para a sustentabilidade: “o consumo por impulso é terrível. Temos que procurar consumir melhor, e não consumir mais”. 



*Concordo totalmente com ela, gurias! Esta faltando consciência galera! Vamos prestar mais atenção nisso pois tudo atinge a todos!Consumir é bom, mas vamos combinar que as vezes há um exagero cruel não é?*


A jornalista gosta de descobrir e incentivar novos talentos, assim, em seu programa e em eventos internacionais, opta por usar somente marcas brasileiras. Questionada sobre estilistas brasileiros que admira ela citou Pedro Lourenço, Lucas Nascimento e se disse surpreendida com o trabalho da estilista Barbara Casasola, autora de uma das obras apresentadas na exposição Arte&Moda.


* É isso ai, temos que valorizar o que é nosso! Tem gente muito boa aqui, não concordam?*

Questionada sobre seu “look”, Lilian disse que não pensou muito, pois precisava ser prática e, quando percebeu, usava detalhes em verde. Valorizou também os brechós e “troca-troca” entre amigos – “Estas ações são o máximo e podemos ter grandes achados, é mais uma oportunidade de consumo, porém, consciente” conclui.


*Grande pedida! Aguardem que estou organizando um brechò e vou divulgar em breve!*



“Pesquisem muito, tragam novas maneiras de pensar, produzir. É preciso romper vícios. Não tenham medo de experimentar e buscar outras alternativas. O que existe hoje no mercado já venceu, precisamos de novas soluções” foram as dicas de Lilian Pacce para quem está entrando no mercado da moda.




Além disso, houve a palestra com a Silvia Barros (jornalista e coordenadora de tendências Arezzo) que salientou outra forte tendência, a pele “fantasia”. Como o tema levanta uma polêmica da utilização das peles de animais, a jornalista contou que, no último desfile na Chanel, apresentaram muita pele fantasia e que esse fato foi muito importante para a aceitação do elemento pelos consumidores mais tradicionais. Peça-Chave: Os coletes de pele, fantasia ou não, deverão marcar presença nos guarda-roupas.
Para fechar, Silvia contou que, como o Brasil é país grande, com climas diferenciados e muitos estilos, a Arezzo necessita fornecer ao mercado desde rasteiras e plataformas para as consumidas do Nordeste, até produtos de pele, para as residentes nas regiões Sul e Sudeste. A palestra foi encerrada com apresentação do vídeo da nova campanha da marca estrelada por Glória Pires.

*Bom gurias, espero que tenham curtido as dicas da Lilian. Bjks

Mahaila

3 comentários:

Khenberly disse...

tanto evento legal

Hestia disse...

Adorei as dicas da Lilian. Agora pra Arezzo dou nota ZERO pela coleção pele mania.. ZERO ZERO E ZERO...por isso boicoto a marca com gosto.

Mahaila Mary Kay disse...

Pois é gente, a AREZZO se retratou e disse que não mais irá colocar os produtos com pele de verddade no mercado. Parece que a polêmica deu resultado, porém só abriu a discussão sobre a crueldade com animais. Bjks

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...